Palestrantes dos EUA e Europa reforçam caráter internacional do evento

A programação do 9º Congresso ANBIMA de Fundos de Investimento conta com palestrantes de diversas partes do mundo, que darão suas contribuições aos debates sobre diferentes temas. “A
presença desses convidados dá ao evento um caráter internacional e permite aos participantes uma visão integrada, pois as discussões buscam sempre trazer o que acontece no mundo para o contexto
local”, explica o presidente da Associação, Robert van Dijk.

A agenda da indústria de fundos será debatida em mesa-redonda composta pelos vice-presidentes Carlos Ambrósio e Flávio Souza; pelo presidente da Comissão de Fundos da ANBIMA, Carlos André; e por Daniel Maeda, da superintendência de Relações com Investidores da CVM. Eles debaterão os fatores que impactam o modelo de negócios da indústria e o que pode contribuir para o desenvolvimento do setor. A perspectiva internacional sobre o tema será dada por Dan Waters, do ICI (Investment Company Institute), uma associação global de fundos regulados, que abordará o
movimento pela desregulamentação observado mundo afora.

A criação de um passaporte que viabilize a distribuição de fundos brasileiros em outros países da América Latina e vice-versa será o assunto tratado por Denise Voss, presidente da Alfi (Associação da
Indústria de Fundos de Luxemburgo); Camille Thommes, diretorgeral da Alfi; e Alfredo Sneyers, sócio líder da PwC.

Um tema que chama cada vez mais atenção dos mercados são as fintechs. Para falar sobre o assunto, convidamos Brandon Wheeler, responsável pela unidade de clientes de alta renda da Vanguard, uma
das maiores gestoras do mundo. Ele abordará a experiência dos serviços automatizados na oferta de consultoria de investimentos. Junto com Wheeler, estarão Guga Stocco, do banco Original, e Marcelo Maisonnave, da Warren, que discutirão as influências da inovação tecnológica e o impacto delas sobre nossos mercados.

A mesa-redonda sobre os desafios das gestões ativa e passiva contará com a visão internacional do professor Amin Rajan, fundador e diretor-presidente da Create-Research, um think tank especializado em tendências para a gestão global de fundos. Amin também estará presente na palestra sobre tendências para a indústria, abordando a sua pesquisa global sobre digitalização, junto com Armando Senra, diretor-executivo da BlackRock; e Brian Walter, líder global de percepção do cliente e experiência cognitiva da unidade de serviços financeiros Watson, da IBM. Eles falarão sobre os impactos das inovações tecnológicas, como blockchain, big data e inteligência artificial, na indústria de fundos.

Os participantes do congresso conhecerão a experiência da Task Force on Climate-related Financial Disclosures em apresentação do secretário do grupo, Curtis Ravenel, no painel sobre sustentabilidade, no segundo dia do evento. A mesaredonda terá a ex-presidente da ANBIMA e diretora-executiva do Bradesco, Denise Pavarina; Guilherme Setubal, da Duratex; Scott Piper, do Iatú-Unibanco, e Roberto Reis, do Santander.

Encerrando o evento, o repórter do The New York Times Charles Duhigg falará sobre os processos que distinguem as pessoas, as empresas e as organizações mais produtivas.